quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Os dias já se tinham somado e ultrapassado uma semana desde a última caçada bem sucedida. Prostrado sob uma força que se alimentava da que se ia dissipando do seu corpo, o leão jazia imóvel no chão. 
O sussurrar do vento a acariciar o capim seco foi de súbito invadido por um rosnar estranho. O leão reconheceu o som. Era o mesmo que antecedera a destruição do seu primeiro clã.
A carrinha aproximou-se e parou. O leão ergueu-se e sentou-se. Ao olhar para o felino era possível ver o seu estado degradado, com a pele já a colar-se às costelas e a juba rarefeita; ou então ver a sua pose serena, orgulhosa e dignificada. Mas era difícil assimilar o contraste provocado pela existência de ambas as realidades num mesmo instante.
Um homem saiu da carrinha com um esgar a contrair-lhe o rosto e começou a encurtar distância entre os dois. Impassível, o leão observava o homem que com uma das mãos oferecia a cabeça de um carneiro, mas que com a outra segurava uma corrente.

8 comentários:

  1. Os teus textos têm-me fascinado!
    São pequenas surpresas para quem te conhece e não sabia desta tua inspiração ;)
    Continua =D

    ResponderEliminar
  2. André? É este o nome?
    Gostei, muito embora prefira os outros que já publicaste. Não por uma questão de forma, só o meu gosto pessoal.

    E obrigada :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É esse o nome :) Julgava já ter assinado um dos meus comentários no teu blog. Talvez não então.
      Este texto é diferente, sim :)

      E obrigado eu, pela inclusão na tua lista de blogs :D

      Eliminar
  3. Devo dizer que "difícil assimilar o contraste provocado pela existência de ambas as realidades num mesmo instante" é a segunda sensação mais forte que ficou depois de ler o teu texto - e isso é uma coisa boa :D (não, não vou dizer qual é a primeira, sorry ^^')


    Não me apercebi de ter ganho um novo leitor do blogue ☽月の涙☾, ainda por cima estando tão verdinho ainda, mas agradeço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu também está verdinho...e em amadurecimento lento :p Achei bastante interessante o que li. Estou expectante pelo que virá a seguir :) Fico à espera ;)

      E fico contente que o que escrevo provoque sensações :D
      Não perguntarei então qual é a primeira,se não vale a pena xD

      Obrigado por passares por aqui :)
      André

      Eliminar
  4. "...ou ver a sua pose serena, orgulhosa e dignificada"
    Talvez fosse o último resquício de dignidade do leão, sabedor que era duma causa perdida.

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá AC,
      Obrigado pela sua passagem e por se ter tornado o meu mais recente seguidor. Não escrevo de fora assídua como já deve ter reparado, mas espero que aquilo que vou escrevendo lhe valha a pena a leitura :)

      Eliminar